fbpx

Workshop da ABSOLAR em Santa Cruz reúne mais de 170 pessoas para debater o futuro do mercado

Mais de 170 pessoas, entre lideranças, empresários, especialistas do setor e autoridades, estiveram reunidas em Santa Cruz do Sul (RS), na noite da última segunda-feira, 9, para o workshop organizado pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR). Realizado na sede administrativa da Sicredi Vale do Rio Pardo, o evento teve como debatedores pela ABSOLAR, o presidente do Conselho de Administração da entidade, Ronaldo Koloszuk, a vice-presidente de Geração Distribuída, Bárbara Rubim, e a coordenadora do Rio Grande do Sul e diretora da Solled Energia, Mara Schwengber; além do presidente da Sicredi Vale do Rio Pardo, Heitor Álvaro Petry, e do deputado federal Marcelo Moraes.

Durante o evento, Mara Schwengber apresentou os dados da energia solar nos estados do Sul do Brasil e evidenciou a ABSOLAR como representante que acompanha o avanço e serve de ponto de encontro e debate para o setor. Entre outros assuntos abordados por ela, destaque para a crise energética e hídrica no Brasil, os altos custos na conta de energia elétrica, a busca pelo fotovoltaico como alternativa, vantagens da geração distribuída, investimentos, empregos e arrecadação de tributos para o poder público. “Temos a cultura do investimento, diferencial que faz o Sul ser destaque”, frisou. A diretora da Solled Energia disse estar lisonjeada com a realização do evento em Santa Cruz do Sul. “Santa Cruz é o berço da energia solar no Rio Grande do Sul, foi a primeira cidade a atingir a marca de 50 telhados e o terceiro município em capacidade instalada”, destacou ela.

Já o presidente da ABSOLAR, Ronaldo Koloszuk falou sobre o crescimento dos carros elétricos no mundo e afirmou que a energia solar é a mais simples das energias renováveis. Para o futuro, as perspectivas do especialista são as melhores. “É um caminho sem volta. Na área energética, a solar vai baratear tanto que vai ser como o Wi-Fi, compartilhado. O mundo está mudando e estamos no setor certo”, salientou. Bárbara Rubim foi no mesmo sentido, em que ressaltou que o setor vai crescer muito ainda e está só no começo. Ela citou o Programa 50 telhados, as leis que revolucionaram o fotovoltaico e a luta para a aprovação do Marco Legal.

O presidente da Sicredi VRP, Heitor Petry, destacou a honra em falar em nome dos associados da cooperativa, pioneira no financiamento para investimento em energia solar dentro do Sistema Sicredi. Para ele, a lógica deste crédito é elevar o padrão e a qualidade de vida da região. “Criamos uma linha que transforma o custo em investimento, criação de negócios e empregos. Hoje temos 6 mil usinas em 9 municípios, 2,8 mil financiadas pela Sicredi. Estabelecemos grandes parcerias com as empresas e a sociedade toda foi beneficiada”, ressaltou.

Compartilhar:

Faça uma simulação